Algoritmo para Auxiliar na Decisão de Manter ou Trocar Antidepressivo em Idosos

Andreescu C e cols – University of Pittsburgh; University of Toronto

Am J Psychiatry 2008;165:855-862

 

OBJETIVO: Desenvolver algoritmo para auxiliar na decisão de manter ou trocar antidepressivo em idosos que recebem farmacoterapia para depressão maior.

DELINEAMENTO: Dados completos de três ensaios clínicos de estrutura similar foram obtidos. Inicialmente foi aplicada regressão logística univariada com dados demográficos e clínicos para identificar os principais preditores de resposta ao tratamento. A seguir foi aplicada teoria de detecção de sinal, em que o preditor de maior valor é utilizado para dividir a amostra em dois grupos (baixa e alta chance de resposta ao tratamento) sucessivamente, enquanto existirem preditores com p<0,05.

PARTICIPANTES: Idosos com depressão maior unipolar não psicótica (n=461) com idade média de 72,5 anos e escore HAMD-17 médio de 21,6.

INTERVENÇÃO: Paroxetina (53%) ou nortriptilina (47%) por 12 semanas.

MEDIDAS E DESFECHOS: A gravidade dos sintomas depressivos foi avaliada com a Hamilton Rating Scale for Depression (HAMD-17) aplicada semanalmente. O desfecho primário foi a resposta clínica, definida como diminuição do escore em pelo menos 50% e queda para valores menores que 10.

RESULTADOS: A aplicação da teoria de detecção de sinal foi utilizada para construir árvores de decisão, nas quais, após 4 semanas de tratamento, é possível estimar a chance de resposta de longo prazo (12 semanas). Assim, quando a chance de resposta é menor do que 50%, considera-se que seria apropriada a troca da droga. Dois modelos alternativos foram desenvolvidos. O modelo 1 (abordagem agressiva) exige melhora de pelo menos 45% após 4 semanas e visa minimizar o risco de manter tratamento não efetivo. O modelo 2 (abordagem conservadora) exige melhora de pelo menos 39% e visa minimizar o risco de trocar um tratamento que vinha sendo efetivo.

CONCLUSÃO: Utilizando uma avaliação padronizada, com aplicação da escala HAMD-17 ao iniciar o tratamento e após 4 semanas, o clínico pode ter obter precocemente as chances de resposta em longo prazo. Essa abordagem fornece dados importantes para tomada decisão clínica relacionada à manutenção ou troca do antidepressivo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: